Lembrança


E essa noite foi inevitável não passar acordada. As lembranças fluíam e eu me sentia impotente, sem o mínimo controle, sabe?
Eu me lembrava daquela tarde, em que tudo acabaria, mas parece que teve um novo início. Lembrei de nós dois abraçados, morrendo de frio, sentados conversando como bons amigos.
Eu me emocionei porque deu aquela sensação de que nunca mais vai acontecer...
Malditas lembranças que fazem vir à tona a saudade, IMENSA, de você. 

Um comentário:

  1. oi , tudo bem?

    então, desculpe não ter parado pra ler ultimamente, mas ando muito preguiçosa...

    de qualquer modo, seus textos são sempre muito interessantes...

    estou só passando para lhe desejar um FELIZ NATAL para você e sua família!

    beijo

    ResponderExcluir

Olá! Peço para que ao final de seu comentário você deixe o link de seu blog para que eu possa retribuir a visita. Retribuo todas as visitas! Obrigada por comentar! :D

« »
_______ANALYTICS AQUI________