pense de novo

   E então pela milésima vez em dezoito anos de existência, eu mais uma vez me perdi por meus pensamentos. Um turbilhão de perguntas sem respostas, que não me competem e que no fim das contas, não competem a ninguém. Já se perdeu nos pensamentos tentando entender até onde chegaremos? 
   As mesmas manifestações que me animaram há dois meses atrás, hoje me deprimem. Me deprimem pelo fato de as pessoas terem se acomodado ou pior; foram às ruas naquele mês lindo de Junho só por puro status. 
   O que me deprime é perceber que foi a minha geração quem participou das manifestações, mas não foi a que permaneceu. Sem generalizar, óbvio, mas me dá uma tristeza imensa ver que a manifestação "esfriou". Sei que vem coisa boa por aí, mas... Pensamentos me afogam o tempo inteiro. 
   De todas as perguntas nessa pseudo-crise-existencial, a que ainda não me desfiz foi: por que ir às ruas tirar fotos para postar nas redes sociais vale mais do que um dia inteiro de trabalho social? 
   A auto-promoção das pessoas é assustadora. Os brasileiros tem se inspirado cada vez mais no "mundo lá fora". Acho patriotismo bonito - sem ditadura, ame ou deixe-o -, mas é para quem sabe fazer direito, se é que me entende.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Peço para que ao final de seu comentário você deixe o link de seu blog para que eu possa retribuir a visita. Retribuo todas as visitas! Obrigada por comentar! :D

« »
_______ANALYTICS AQUI________